Domínio de Autonomia Curricular 2º ano – Sobre…vivências, vamos colecionar memórias!

Domínio de Autonomia Curricular 1º ano – Letra i
Outubro 7, 2021
Domínio de Autonomia Curricular 1º ano – Letra u
Outubro 26, 2021

Domínio de Autonomia Curricular 2º ano – Sobre…vivências, vamos colecionar memórias!

Data de implementação: de 16 de setembro a 15 de outubro de 2021
Português

Introduzimos o DAC com a obra “O menino que colecionava palavras”, de Peter Hamilton Reynolds. A partir daí, refletimos sobre a obra escutada, falámos da importância das palavras, de aprendermos a ler e a escrever. Escrevemos e descrevemos as nossas expetativas em relação ao 2.º ano, discutindo aquilo que queríamos colecionar de bom ao longo deste ano letivo.

Dentro do valor das palavras, introduzimos os nomes, falando da importância de haver nomes para atribuir aos lugares, pessoas, objetivos, atividades, sentimentos… e imaginámos como seria a nossa vida e os nossos discursos se não existissem os nomes.

Abordámos os textos poéticos e informativos. Dentro dos textos poéticos analisámos as suas especificidades, utilizando alguns poemas como “Aprender a respeitar”, de Maria Teresa Maia Gonzalez.

Quanto ao texto informativo, articulámos a temática trabalhada em Estudo do Meio e Cidadania (A Malala; Direitos das crianças e das mulheres; Os talibãs; A situação no Afeganistão, …) e trabalhámos as diferentes etapas da escrita (planificação, textualização e revisão) para aprendermos a escrever um texto para exposição de informação.

Recorremos à nova sala de TIC para pesquisar informações sobre os temas dos nossos trabalhos e para escrevemos os textos, após revisão, a expor.

Matemática

Vimos que também na matemática existem designações e nomes específicos para atribuir aos conceitos matemáticos. Trabalhámos as leituras dos números por ordens e por extenso utilizando cartas do UNO. Ao nível da organização e tratamento de dados, trabalhámos os Diagramas de Venn – fizemos uma revisão e falámos da reunião de dois conjuntos e do conceito de “interseção”.

Estudo do Meio e Cidadania

Começámos por relembrar as regras de sala, realçar e reconhecer a importância do diálogo, da negociação e do compromisso na resolução pacífica de situações de conflito. Fizemos um compromisso de turma em relação ao cumprimento das regras de sala de aula e criámos o placar “Aluno 5 estrelas”, em que para ser um aluno 5 estrelas preciso de ganhar as estrelas do/a: respeito, empenho, responsabilidade e organização, resiliência e cooperação.

Fizemos uma revisão dos meses e dias da semana e organizámos o 1.º período, construindo: separados para o dossiê de 2.º ano; calendário do mês de setembro e outubro; e mapa de distribuição semanal das diferentes disciplinas – o horário de 2.º ano.

Ao analisarmos como é a nossa escola e como são as escolas pelo mundo fora, descobrimos que há grandes diferenças ao nível dos direitos e acesso à educação. Assim, escutámos a obra “O lápis mágico de Malala” e discutimos os direitos das mulheres e das crianças à educação. Articulámos este tema com aquilo que aconteceu em agosto de 2021, pelo que falámos e discutimos a invasão dos talibãs ao Afeganistão.

Ao nível da cooperação, partindo das temáticas mencionadas no parágrafo anterior, realizámos um trabalho de pequeno grupo e fizemos uma exposição com os produtos finais.

Artes Visuais

Os alunos desenvolveram várias propostas gráficas e plásticas em torno da questão “O que há cá dentro?”, em que imaginaram o interior do corpo como paisagem, explorando o ponto, a linha, a mancha, a luz e a sombra.

Belas Artes

Em Belas-Artes foram propostos desafios que pretenderam estimular a criatividade e a resolução de problemas com e a partir do ponto e da linha.

Expressão Dramática

Em Expressão Dramática, desenvolveram-se estratégias para uma melhor escuta de nós próprios e do outro, em roda, através de exercícios de respiração e concentração.

Música

Falámos de sons que nos fazem relembrar eventos/memórias da vida.

Instrumentos

Vimos e escutámos a “Orquestra feminina do Afeganistão”.

A partir do DAC com a obra “O menino que colecionava palavras”, o professor Nuno trabalhou com a turma as figuras rítmicas da música (semínimas, colcheias, tercinas e semicolcheias) através da divisão silábica das palavras. Foi pedido aos alunos que marcassem uma pulsação e executassem os vários exercícios compostos para o momento.

A professora Joana trouxe a música tradicional portuguesa para o interior da nossa sala. Além disso, contou com a participação das alunas Matilde Xavier e Maria Luísa Santos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.